Documents of 20th-century Latin American and Latino Art

www.mfah.org Home

IcaadocsArchive

Document first page thumbnail
  • ICAA Record ID
    1111356
    TITLE
    Grandes formatos / Carlos von Schmidt
    IN
    3x4 grandes formatos. -- Rio de Janeiro, Brasil : Centro Empresarial Rio, 1983
    DESCRIPTION
    p. [18]- 22
    LANGUAGES
    Portuguese
    TYPE AND GENRE
    Book/pamphlet article – Essays
    BIBLIOGRAPHIC CITATION
    Schmidt, Carlos Von. "Grandes formatos." In 3 x 4 grandes formatos, 18-22. Exh. cat., Rio de Janeiro, Brazil: Centro Empresarial Rio, 1983.
    GEOGRAPHIC DESCRIPTORS
Editorial Categories [?]
Synopsis

Art critic Carlos von Schmidt wrote this text for the catalogue to the show 3 x 4 Grandes Formatos held at the Centro Empresarial Rio in 1983. The author provides a brief historical overview of the ties between large-format works and transformations in the practice of painting.

Leia esta sinopse em português
Synopsis

Texto do crítico de arte Carlos von Schmidt para o catálogo da exposição "3 x 4 - Grandes Formatos", realizada no Centro Empresarial Rio em 1983. O autor analisa a relação entre os grandes formatos e as transformações na prática pictórica, elaborando um breve histórico da questão.

Revert to English synopsis
Annotations

Art critic and writer Carlos von Schmidt was the editor of Artes and the director of the Museu de Arte Brasileira at the Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP). He wrote articles for the newspaper Folha de São Paulo and contributed to the programming of TV Cultura. He was also a member of the São Paulo Biennial Conselho de Arte e Cultura from 1970 to 1980.

 

Despite the heterogeneity of the artists participating in the exhibition 3 x 4 Grandes Formatos, it foretold many aspects of Como vai você, Geração 80?, a paradigmatic exhibition of art from the eighties. That show represented both the “retorno à pintura” generation and its background. For the text written by Frederico Morais for that show, see “Como vai você, geração 80? (Sinto-me como uma star, no palco, investindo no prazer)” (doc. no. 1111355) and his more extensive text on the eighties generation “Gute Nacht Herr Baselitz ou Helio Oiticica onde está você?” (doc. no. 1110957).

 

For further reading, see Jorge Guinle Filho’s “Papai era surfista profissional, mamãe fazia mapa astral legal: ‘Geração 80’ ou como matei uma aula de arte num shopping center” (doc. no. 1110971).

Leia este comentário crítico em português
Annotations

Crítico de arte e escritor, Carlos von Schmidt foi editor do jornal Artes, dirigiu o Museu de Arte Brasileira da Fundação Armando Álvares Penteado,colaborador da Folha de São Paulo e da TV Cultura. Integrou o Conselho de Arte e Cultura da Bienal de São Paulo nos anos 1970 / 1980. A exposição "3x4 - Grandes Formatos", apesar da diversidade dos participantes, apresentava um discurso que deu os precedentes para a mostra "Como vai você, Geração 80", que seria o grande marco do "retorno à pintura" no Rio de Janeiro e da Geração 80.

 

Ver também:

Wilson Coutinho. Festa e democracia no Parque Lage. (In: COUTINHO, Wilson ; PUCU, Izabela (org.). Imediações: a crítica de Wilson Coutinho. Rio de Janeiro: Funarte, 2008: 250-253).
Jorge Guinle Filho. Papai era surfista profissional, mamãe fazia mapa astral legal. Geração 80 ou como matei uma aula de arte num shopping center. Revista Módulo, edição especial catálogo da exposição "Como vai você, Geração 80?", julho 1984.
Roberto Pontual. Explode Geração. Rio de Janeiro: Avenir, 1984.
Marcus de Lontra Costa. A festa acabou? A festa continua? Módulo 98, maio / junho 1988: 30-39.
Milton Machado. Dance a noite inteira, mas dance direito, 1992
Ricardo Basbaum. Pintura dos anos 80: algumas observações críticas, 1988.

 

c- Geração 80. Mostras. Artistas. Novo universo de valor: volta a pintura, uso da imagem (banal, precário, remanescente); lúdico, citação e paródia

Revert to English annotations
Researcher
Guilherme Bueno
Team
FAPESP, Sao Paulo, Brazil
Location
Escola de Artes Visuais do Parque Lage