Documents of 20th-century Latin American and Latino Art

www.mfah.org Home

IcaadocsArchive

Document first page thumbnail
  • ICAA Record ID
    1111292
    TITLE
    As imagens técnicas: da fotografia à síntese numérica
    IMPRINT
    Campinas, SP, Brasil : Unicamp, dez. 1994
    DESCRIPTION
    7p.
    LANGUAGES
    Portuguese
    TYPE AND GENRE
    Journal article – Essays
    BIBLIOGRAPHIC CITATION
    MACHADO, Arlindo. As imagens técnicas: da fotografia à síntese numérica. Imagens, Campinas, SP: Unicamp, n.3, p.8-14, dez. 1994.
Editorial Categories [?]
Synopsis

In this text, Arlindo Machado analyzes the characteristics of the technological image, from the invention of photography to the computer and from Renaissance perspective to the synthesis of computer-generated images. Machado argues that in photography, film, and television the specular image of the fifteenth century continues to predominate; modern art was finally able to make a break from it. “Video art” is the first form of technological image that, in its iconography, undermines figurative realism by means of distortion and jarring use of color. The digital image generated and processed by the computer is ambiguous in that it returns to Renaissance canons by simulating the real while also shaping wholly unreal worlds that verge on abstraction. In the author’s view, emerging hybrid (computer video) forms will usher in a phenomenological “age of non-differentiation” between technological and artisanal, objective and subjective, images. 

Leia esta sinopse em português
Synopsis

Arlindo Machado analisa as características da imagem técnica desde a invenção da fotografia até a invenção do computador. Percorre a história da arte desde os códigos perspécticos renascentistas -- para observar que a técnica sempre esteve envolvida na estética -- e foca seu texto nas imagens de síntese, contribuição da informática à criação imagética. Observa que na fotografia, no cinema, na televisão e mesmo nos novos produtos audiovisuais propostos pela informática, há uma predominância quase absoluta da imagem especular do século XV, da qual não conseguiríamos nos desprender mesmo depois de um século de desconstrução dessa imagem pela arte moderna. A videoarte seria a primeira forma de expressão, no universo das imagens técnicas, a produzir uma iconografia resolutamente contemporânea ao negar o realismo figurativo e investir nas distorções de imagens e cores proporcionadas pelo meio. Mas a imagem digital, a imagem gerada ou processada em computador, teria uma posição ambígua: tanto poderia ser um retorno aos cânones renascentistas e à simulação do real quanto, por outro lado, ser utilizada para criar mundos absolutamente irreais até o limite da abstração total. Machado acredita que a tendência é o surgimento de formas híbridas entre computador e vídeo, anunciando uma era de indiferenciação fenomenológica entre imagens técnicas e artesanais, objetivas e subjetivas.

Revert to English synopsis
Annotations

Arlindo Machado’s book A ilusão especular is based on his master’s thesis in Comunicação e Semiótica presented at the Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Published in 1984, the book had enormous impact on the visual art and photography communities. At the time of the publication, Machado had a column on photography, film, and the mass media in the newspaper Folha de S. Paulo. Like Stefania Brill at Íris magazine, Machado would become an important communicator of thought on photography throughout Brazil. In 1985, the year after Machado’s book was published, Vilém Flusser’s Filosofia da Caixa Preta was released and reviewed by Machado and by Brill. Also in 1985, Machado and Julio Plaza co-curated the show Arte e tecnologia held at the Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo directed, at the time, by the dynamic Walter Zanini. Thanks to that exhibition, Machado became a leading theorist on art and technology in Brazil.

 

[For texts on art and technology by Professor Zanini, see the following in the ICAA digital archive: “Primeiros tempos da arte / tecnologia no Brasil” (doc. no. 1111029) and “Vídeo-arte: uma poética aberta” (doc. no. 1110892).

 

The many texts on art and technology by Arlindo Machado include “Hipermídia: o labirinto como metáfora” (doc. no. 1111111), “A experiência do vídeo no Brasil” (doc. no. 1111112), “O mito da alta definição” (doc. no. 1111113), and “Perspectivas do vídeo no Brasil” (doc. no. 1111114)].

Leia este comentário crítico em português
Annotations

Arlindo Machado é um dos principais teóricos e historiadores da arte tecnológica ou eletrônica em atividade no Brasil. Professor do Depto. de Cinema, Rádio e Televisão da ECA-USP, tem extensa produção científica e vários livros sobre o tema. Exerce também atividades de curadoria, tendo organizado mostras como "A Arte do Vídeo no Brasil" (MAM-RJ, 1997) e "Brazilian Vídeo" (Washington, EUA).

 

l- Arte e tecnologia digital. Poéticas digitais

l- Artes e tecnologias

l- Cinema

l- Experimentação com meios técnicos de produção de imagens audio visuais. Foto. Filme. Videoarte. Videoinstalação. Multimeios

l- Fotografia

Revert to English annotations
Researcher
Equipe Brasil: Angelica de Moraes
Team
FAPESP, Sao Paulo, Brazil
Location
Serviço de Biblioteca e Documentação ECA/USP