Documents of 20th-century Latin American and Latino Art

www.mfah.org Home

IcaadocsArchive

Document first page thumbnail
Editorial Categories [?]
Synopsis

With this text, Tadeu Chiarelli presents a show of work by Cláudio Mubarac. He observes how metal engraving becomes a process of self-knowledge in the hands of an artist influenced—in Chiarelli’s view—by Evandro Carlos Jardim. Printmaking and the print itself are recurring themes in Mubarac’s production; the procedures that make up his imaginary bear the influence of Mira Schendel. Mubarac’s work underwent a radical transformation when the image of the body was introduced and rendered ethereal via X-ray plates. Chiarelli underscores the idea of the “corporification” of Mubarac’s prints—now three-dimensional and material—as they make reference to the matrix. With this artist, the golden plate reaches its “zero degree.”

Leia esta sinopse em português
Synopsis

Tadeu Chiarelli apresenta a exposição de Cláudio Mubarac. Observa que a gravura em metal passa por processo de auto-conhecimento na mão de artistas que foram influenciados por Evandro Carlos Jardim, tornando a gravura e a própria estampa temas recorrentes em suas obras. Ao lado de outros artistas, está Mubarac, do qual destaca procedimentos para formação de seu imaginário e a influência de Mira Schendel. A mudança na obra de Mubarc é observada a partir da inserção da imagem do corpo através de uma chapa de raios x, que o torna evanescente. Chiarelli fala da corporificação das gravuras, tornadas tridimensionais e matéricas, que remetem à própria matriz. No uso de folhas de ouro, encontra o grau zero da gravura e da própria arte.

Revert to English synopsis
Annotations

The late eighties witnessed a qualitative shift in printmaking produced in São Paulo when artists trained by master printmaker Evandro Carlos Jardim looked to unconventional processes. Cláudio Mubarac, along with Laurita Salles, Marco Buti, Alberto Alexandre Martins, and Elisa Bracher, laid the foundations for innovation in the production and exhibition of prints.

Artist Cláudio Mubarac teaches at the Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP). In the eighties, he organized and then directed the printmaking studio at the Museu Lasar Segall.

The current director of the Pinacoteca do Estado de São Paulo, Tadeu Chiarelli has done research and curated shows on nineteenth- and twentieth-century Brazilian photography and art. In that work, he establishes ties between art and photography, on the one hand, and the art world and its circuits, on the other, always with an emphasis on social questions. He has played a fundamental role not only in thought on the photographic medium, but also in establishing it as central to Brazilian art from recent decades.

[For complementary reading, see in the ICAA digital archive the following texts by Tadeu Chiarelli: “15 artistas brasileiros: colocando dobradiças na arte contemporânea = Putting Hinges on Contemporary Art” (doc. no. 1110500), “Amanhã hoje: Casa triângulo de 1988 a 1995” (doc. no. 1111344), “Apontamentos para um mapa das artes plásticas em São Paulo durante 1985” (doc. no. 1111351), “Apropriações: o lugar da arte como questão” (doc. no. 1111252), “Armadilhas para Narciso” (doc. no. 1111253), “Considerações sobre o uso de imagens de segunda geração na arte contemporânea” (doc. no. 1110502), “Da arte nacional brasileira para a arte brasileira internacional” (doc. no. 1075144), “Emmanuel Nassar: erudito e popular” (doc. no. 1110457), “Fotografía en Brasil: años 90 = Photography in Brazil in the 1990s” (doc. no. 1110894), “A gravura paulista significa” (doc. no. 1111251), “Jac Leirner” (doc. no. 1111254), “La mirada contaminada: otras fotografías = The contaminated gaze: other photographies” (doc. no. 1110893), “Realidade e simulacro” (doc. no. 1111255), “Uma realidade... dilacerante: a produção de Nazareth Pacheco = Nazareth Pacheco’s output: a lacerating reality” (doc. no. 1111059), “Sobre a fotografia brasileira atual = On current Brazilian photography” (doc. no. 1110895), “Sobre as pinturas de Mônica Nador” (doc. no. 1111256), and “O tridimensional na arte brasileira dos anos 80 e 90: genealogias, superações” (doc. no. 1111352)].

Leia este comentário crítico em português
Annotations

A gravura produzida em São Paulo dá um salto qualitativo a partir do final da década de 1980, quando artistas formados pelo gravador Evandro Carlos Jardim, revalorizam os processos gráficos artesanais. É o caso de Cláudio Mubarac que, juntamente com Laurita Salles, Marco Buti, Alberto Alexandre Martins e Elisa Bracher constituem novas bases para a produção e a exibição de gravuras. Cláudio Mubarac é artista e professor doutor da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. Foi orientador e coordenador do ateliê de gravura do Museu Lasar Segal na década de 1980. O crítico e historiador de arte Tadeu Chiarelli mostra um interesse específico pelos procedimentos de citação e apropriação de imagens na construção das obras artísticas. Foi o curador da exposição "Imagens de Segunda Geração", organizada no Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo em 1987 e curador - chefe do Museu de Arte Moderna de Sâo Paulo.

 

Ver também:

SCARINCI, Carlos. Cláudio Mubarac. Galeria, São Paulo, n.20, 1990, p.78.
CHIARELLI. Tadeu. A gravura paulista significa. In: JARDIM, Evandro Carlos. Gravura Paulista. São Paulo: Galeria de Arte São Paulo, 1995.

 

i- A linguagem gravada, na sociedade industrial. Expressão. Grafia. Matriz e Reprodução.

n- Valorização de aspectos intrínsecos às artes plásticas

Revert to English annotations
Team
FAPESP, Sao Paulo, Brazil
Location
Serviço de Biblioteca e Documentação ECA/USP