Documents of 20th-century Latin American and Latino Art

www.mfah.org Home

IcaadocsArchive

Document first page thumbnail
Editorial Categories [?]
Synopsis

The artist Samson Flexor, after mentioning a few of the participants of the third Bienal do Museu de Arte Moderna (1955) who up until then were considered figurative artists, maintains that they have already joined a new movement that represents “a speedy incursion in abstract art.” The objective was simple: participation in “trendy snobbisms.” In Flexor’s opinion, abstraction is not a style that can be improvised “from one biennial to another,” but rather “the result of training sensibility and intelligence,” in addition to a “thorough reevaluation of past aesthetic values.” Such were the principles that guided the instruction to his students at the “Atelier Abstração,” located at the Vila Mariana (São Paulo).

Leia esta sinopse em português
Synopsis

Flexor faz ressalva a alguns artistas participantes da III Bienal do Museu de Arte Moderna que, até então considerados figurativos, teriam optado por uma "rápida 'incursão' no abstracionismo" simplesmente para atender a "certos 'snobismos' em voga". Afirma que o abstracionismo não é uma "tendência" que poderia ser improvisada "de uma bienal para outra", mas o "resultado de uma educação da sensibilidade e da inteligência, [e] de uma elaborada revisão de valores estéticos do passado", princípios que norteariam a sua atuação junto aos seus discípulos no "Atelier Abstração".

Revert to English synopsis
Annotations

Samson Flexor (1907–71) first exhibited his works at the Museu de Arte Moderna de São Paulo. Do Figurativismo ao Abstracionismo was the title given to his exhibition in 1949. In the fifties, he played an important role in the visual arts after establishing the Atelier Abstração in São Paulo. His students included Jacques Douchez, Leopoldo Raimo, Anésia Pacheco Chaves, Alberto Teixeira, Zilda Andrews, Gisela Eichbaum, and Wega Nery.

 

[For further reading, see in the ICAA digital archive the manifesto written by Samson Flexor for the Atelier Abstração, entitled “Pintores do Atelier Abstração: exposição 16 de junho - 6 de julho” (doc. no. 1085247)].

Leia este comentário crítico em português
Annotations

Samson Flexor (1907-1971) expôs na primeira exposição do Museu de Arte Moderna de São Paulo, "Do Figurativismo ao Abstracionismo", em 1949, e foi um dos artistas mais influentes de São Paulo na década de 50, quando criou o Atelier Abstração. Teve entre seus alunos Jacques Douchez, Leopoldo Raimo, Anésia Pacheco Chaves, Alberto Teixeira, Zilda Andrews, Gisela Eichbaum e Wega Nery.

 

h- A introdução da arte abstrata no Brasil

m- Bienal de São Paulo

Revert to English annotations
Researcher
Polyana Canhete
Team
FAPESP, Sao Paulo, Brazil
Location
Arquivo Histórico Wanda Svevo, Fundação Bienal de São Paulo