Documents of 20th-century Latin American and Latino Art

www.mfah.org Home

IcaadocsArchive

Document first page thumbnail
  • ICAA Record ID
    1111113
    TITLE
    O mito da alta definição
    DESCRIPTION
    p. 243-249
    LANGUAGES
    Portuguese
    TYPE AND GENRE
    Book/pamphlet article – Essays
    BIBLIOGRAPHIC CITATION
    Machado, Arlindo. "O mito da alta definição." In Os anos de chumbo: 1968-1985, 243-249. Porto Alegre: Sulina, 2006.
Editorial Categories [?]
Synopsis

The synopsis in English are coming soon.

Leia esta sinopse em português
Synopsis

Em texto de 1983, mantido inédito até publicação em livro em 2006, Arlindo Machado aborda o surgimento e as características do videotexto, Nesse meio tempo, frisa o autor, o videotexto se demonstrou tecnologia morta, mas foi o antecessor da internet e foi nele que as questões da conectividade e da interatividade foram colocadas pela primeira vez em escala de rede aberta (pública). Machado conta que o primeiro sistema de videotexto começou a funcionar experimentalmente na cidade de São Paulo em dezembro de 1982. O sistema utilizado era francês (Télétel). O autor destaca que, pela própria natureza técnica e de viabilidade econômica, o videotexto era um meio de baixa definição, que devia trabalhar com número muito restrito de signos padronizados, numa malha de retículas que possibilitava poucas articulações (padrões alfamosaicos). Machado lamenta que essa característica já começasse a ser motivo de descrédito do meio, taxado de primeira geração de uma corrida que parecia ter começado. As novas opções alfageométricas e alfafotográficas estariam tentando superar a baixa definição do videotexto. Na verdade, observa o autor, essa suposta obsolescência do videotexto alfamosaico estaria ligada a cinco séculos de ditadura da imagem figurativa renascentista e ao culto da cópia do real. O videotexto, como meio de baixa definição plenamente assumido, deveria estar servindo a outros fins que os meios de alta definição não poderiam cumprir.

Revert to English synopsis
Annotations

The annotations in English are coming soon.

Leia este comentário crítico em português
Annotations

Arlindo Machado é um dos principais teóricos e historiadores da arte tecnológica ou eletrônica em atividade no Brasil. Professor do Depto. de Cinema, Rádio e Televisão da ECA-USP, tem extensa produção científica e vários livros sobre o tema. Exerce também atividades de curadoria, tendo organizado mostras como "A Arte do Vídeo no Brasil" (MAM-RJ, 1997) e "Brazilian Video" (Washington, EUA).

 

l- Arte e tecnologia digital. Poéticas digitais

Revert to English annotations
Researcher
Equipe Brasil: Angelica de Moraes
Team
FAPESP, Sao Paulo, Brazil
Location
Projeto Arte no Brasil