Documents of 20th-century Latin American and Latino Art

www.mfah.org Home

IcaadocsArchive

Document first page thumbnail
  • ICAA Record ID
    1111035
    TITLE
    O espaço do mito / Annateresa Fabris
    IN
    Antologia crítica sobre Wesley Duke Lee. --- São Paulo, Brasil : Galeria Paulo Figueiredo, 1981
    DESCRIPTION
    p. 34- 38
    LANGUAGES
    Portuguese
    TYPE AND GENRE
    Book/pamphlet article – Essays
    BIBLIOGRAPHIC CITATION
    Fabris, Annateresa. "O espaço do mito." In Antologia crítica sobre Wesley Duke Lee, 34- 38. São Paulo, Brazil: Galeria Paulo Figueiredo, 1981.
    TOPIC DESCRIPTORS
    NAME DESCRIPTORS
    GEOGRAPHIC DESCRIPTORS
Synopsis

On the basis of a reading of Carl Jung, Annateresa Fabris argues that there are two distinct types of artists: introverts and extroverts. She places Brazilian Wesley Duke Lee in the second category, which includes artists that lose themselves in their creative process and take the work beyond the individual level to approach the collective unconscious, humanistic archetypes, and myths. In Fabris’s view, Duke Lee’s work serves to mediate the memory of origins, and it transforms myth into modern reality. It is a metaphor for creation, and therefore for the process by which art is made. Fabris senses in Duke Lee’s work a dialectic between life and death, struggle and harmony, and creation and destruction. In analyzing the constituent parts of myth, Fabris wonders why the artist does not do away with tradition entirely and turn solely to the new. She then asserts that Duke Lee’s work exemplifies the conflict faced by modern man tied to his past.

Leia esta sinopse em português
Synopsis

Annateresa Fabris considera, a partir da visão psicológica de Jung, dois perfis artísticos: os introvertidos e os extrovertidos. Classifica o artista Wesley Duke Lee dentro desta segunda visão, que abrange artistas que se confundem com o próprio processo criador, concebendo a obra de arte para além do indivíduo, próxima do inconsciente coletivo e de arquétipos e mitos da humanidade. Para a autora, a obra de Wesley é mediada por memória cultural feita de fragmentos visuais e pela memória de origens, que transforma o mito em realidade moderna, constituindo-se em metáfora da criação e, portanto, da construção da obra de arte. Percebe na obra do artista uma dialética de opostos: vida e morte, luta e harmonia, criação e destruição. Ao analisar o mito, a autora pergunta porque o artista não faz tabula rasa da tradição e propõe o novo, e observa que a opção de Wesley faz parte da relação problemática do homem moderno com o passado.

Revert to English synopsis
Annotations

This text written by art historian and critic Annateresa Fabris in 1978 addresses the print portfolio Minha viagem à Grécia no helicóptero de Leonardo da Vinci [My Trip to Greece in Leonardo da Vinci’s Helicopter] (São Paulo: Editora Praxis, 1978) by São Paulo-born visual artist Wesley Duke Lee (1931–2010). In her analysis, Fabris comprehends Duke Lee’s work in terms of memory, and a highly personal, and even archetypical imagination that stands in direct opposition to Duke Lee’s controversial and polemic figure that creates only the ordinary. Fabris’s essay was published in the Antología Crítica sobre Wesley Duke Lee released by Cacilda Teixeira da Costa (São Paulo: Galeria Paulo Figueiredo, 1981).

 

Duke Lee spent the fifties studying in the United States, Italy, Austria, and France. During those years, he came into contact with the work of Robert Rauschenberg (1925-2008), as well as other artists loosely associated with New Figuration, who exercised considerable influence on his work. Duke Lee was responsible for the first art happening in Brazil, which took place in 1963. Along with painter and sculptor Bernardo Cid, fashion photographer Otto Stupakoff, singer Maria Cecília, and writers Carlos Felipe Saldanha and Pedro Manuel Gismondi, he formed part of a movement that would be known in Brazil as Realismo Mágico. In 1966, Duke Lee, in conjunction with painter, photographer, and designer Geraldo de Barros (1923-98), Nelson Leirner, and other young artists, founded the controversial São Paulo-based Grupo Rex. Their work involves issues of memory, eroticism, and great imagination.

 

Annateresa Fabris has taught at the Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP). Her research centers on artistic avant-gardes, Brazilian modernism, photography, and technological media in contemporary art.

Leia este comentário crítico em português
Annotations

Texto escrito pela autora em 1978, a respeito do álbum "Minha viagem à Grécia no helicóptero de Leonardo da Vinci", publicada pela editora Praxis em 1978. Trata-se de uma importante análise sobre o trabalho do artista Wesley Duke Lee, já percebendo sua obra por uma vertente ligada à memória e a um imaginário pessoal e arquetípico, que o distingue de sua postura controversa e polêmica, senso comum na época. O ensaio foi publicado em 1981 na antologia crítica sobre Wesley Duke Lee organizada por Cacilda Teixeira da Costa. O artista Wesley Duke Lee, nascido em São Paulo, passa a década de 1950 realizando estudos nos Estados Unidos, Itália, Áustria e França, quando tem contato com a obra de Robert Rauschenberg, entre outros artistas da Nova Figuração. Realiza em 1963 o que foi considerado o primeiro happening do Brasil, e configura-se um dos membros do movimento Realismo Mágico, juntamente com Bernardo Cid, Otto Stupakoff, Maria Cecília e os escritores Carlos Felipe Saldanha e Pedro Manuel Gismondi. Em 1966, com Geraldo de Barros, Nelson Leirner e outros jovens artistas funda o grupo Rex, de atuação polêmica em relação ao circuito de arte. Seu trabalho envolve memória, erotismo e imaginário fantástico. Annateresa Fabris é historiadora e crítica de arte, tendo atuado como professora na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. Suas pesquisas envolvem as vanguardas artísticas, o modernismo brasileiro e a fotografia e os meios técnicos na arte contemporânea.

 

f- Inconsciente mítico

Revert to English annotations
Researcher
Marco Andrade
Team
FAPESP, Sao Paulo, Brazil
Credit
Reproduzido com o consetimento de Annateresa Fabris, São Paulo, Brasil
Location
Acervo Pessoal Marco Andrade