Documents of 20th-century Latin American and Latino Art

www.mfah.org Home

IcaadocsArchive

Document first page thumbnail
  • ICAA Record ID
    1111017
    TITLE
    Uma conclusão provisória
    DESCRIPTION
    4p.
    LANGUAGES
    Portuguese
    TYPE AND GENRE
    Book/pamphlet article – Essays
    BIBLIOGRAPHIC CITATION
    MACHADO, Arlindo. Uma conclusão provisória. In: MACHADO, Arlindo. A ilusão especular: introdução à fotografia. São Paulo: Brasiliense; FUNARTE, 1984. p.156-159.
    TOPIC DESCRIPTORS
Editorial Categories [?]
Synopsis

The synopsis in English are coming soon.

Leia esta sinopse em português
Synopsis

Na conclusão do livro "A ilusão especular", Arlindo Machado retoma a velha indagação sobre representação na fotografia, que se denomina referente. Propõe que seja realizada a desconstrução de seus códigos, como em qualquer outro sistema representativo de imagens, para resgatá-lo de sua condição fantasmática e ontológica. Critica as abordagens convencionais da fotografia, chamando-as de místicas, e refuta as idéias de Roland Barthes e Christian Metz, que consideram a imagem fotográfica uma imagem analógica do real, contínua e, portanto, sem possibilidade de articulação de código ou linguagem. Afirma que os sistemas de pontos ou retículas da televisão e da informação gráfica do computador deixam claros seus elementos constitutivos, como fonemas da linguagem verbal que constituem seu texto. Os grãos da fotografia guardam a informação luminosa, configurando a imagem. Porém, tal fato é reprimido, pois os grãos não são visíveis no produto final. Para Arlindo Machado, o signo fotográfico é ao mesmo tempo arbitrário e motivado. Motivado pela existência do referente diante da câmera e arbitrário porque a informação é modificada pelos meios codificadores para convertê-la em fato da cultura e signo ideológico. Ignorar esse trabalho seria transformar o referente em fetiche. O domínio do código nos reconcilia com o referente e permite ver a dialética do reflexo e da refração, que operam sobre as formas simbólicas.

Revert to English synopsis
Annotations

The annotations in English are coming soon.

Leia este comentário crítico em português
Annotations

O livro A ilusão especular de Arlindo Machado é resultado do mestrado em Comunicação e Semiótica cursado pelo autor na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Publicado em 1984, teve impacto significativo sobre a comunidade de fotografia e artes visuais. Machado mantinha nesta época uma coluna no jornal Folha de S. Paulo, na qual escrevia sobre fotografia, cinema e comunicação de massa sendo, um dos principais divulgadores do pensamento sobre fotografia no Brasil, ao lado de junto com Stephania Brill, da revista Íris. No ano seguinte seria lançado no Brasil o livro Filosofia da Caixa Preta, de Vilém Flusser, resenhado por Machado e Brill. Ainda em 85, Machado seria responsável, junto com Júlio Plaza, pela curadoria da mostra "Arte e tecnologia", realizada no Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, tornando-se, a partir de então, um dos mais notáveis teóricos do assunto no Brasil.

 

l- Fotografia

Revert to English annotations
Researcher
Equipe Brasil: Marco Andrade
Team
FAPESP, Sao Paulo, Brazil
Location
Acervo Pessoal Ana Maria Belluzzo