Documents of 20th-century Latin American and Latino Art

www.mfah.org Home

IcaadocsArchive

Document first page thumbnail
Synopsis

This is the third issue of the publication Nervo Óptico. It shows works by Carlos Asp under the general title of “Projects to Recover the Internal Landscape: Self-Portrait on Live Elements.” One of these involves an installation with sketches of a compartmentalized structure in three places at the same time, laid out in contiguous sections separated by curtains. The descriptive notes (written by hand on the work) indicate that it must be executed as a wooden structure with curtains made of fabric. The other work shown consists of four full-body photographs of the artist, each one in the context of one of the four elements (earth, air, fire and water) with a circle representing signs of the zodiac superimposed on the set.

Leia esta sinopse em português
Synopsis

O terceiro número da publicação "Nervo Óptico" reproduz dois trabalhos de Carlos Asp com o título geral de "Projetos de recuperação da paisagem interna: auto-retrato sobre os elementos vivos". Um deles é um projeto de instalação com croquis de estrutura compartimentada em três ambientes de igual tamanho, colocados lado a lado e delimitados por cortinas. O memorial descritivo, manuscrito sobre o trabalho, indica que deve ser executado com estrutura de madeira e cortinas de tecido. O outro trabalho compõe-se de quatro fotos do artista, de corpo inteiro, diante dos quatro elementos (água, ar, terra e fogo) e com o circulo dos signos do zodíaco sobreposto ao conjunto. "Nervo Optico" teve periodicidade mensal e 13 edições, de abril de 1977 a setembro de 1978. Foi publicado em Porto Alegre (RS) pelo grupo de artistas que depois ficaria identificado pelo nome da publicação (grupo NO). Integravam o grupo: Vera Chaves Barcellos, Carlos Asp, Carlos Pasquetti, Clovis Dariano, Flavio Pons, Mara Alvares e Telmo Lanes, entre outros. "Nervo Óptico", com tiragem média de dois mil exemplares, teve divulgação regional, nacional e até internacional, pelo envio da publicação pelo correio a um amplo mailing de artistas, jornalistas e críticos de arte.

Revert to English synopsis
Annotations

This work by the Brazilian artist Carlos Asp (b. 1949) shows the importance of the conceptual plan presented, setting forth the data and launching the debate stirred up by this new art paradigm in the local media of Porto Alegre (Rio Grande do Sul). It also shows the radical thinking behind the installation or environment.

The publication was created in the form of a small plaque, printed on only one side of the sheet (32 cm x 22.05cm), with an average run of 2,000 copies. Circulated nationally and internationally, Nervo Óptico was sent out to a broad mailing of artists, journalists and art critics.

The content of Nervo Óptico was basically visual, reproducing works by the group or invited artists, almost all including the language of photography, whether as artwork in itself or as photographic documentation of performances. The publication created a space for debate about contemporary art events far from the values that prevailed in the art market and the demand for collectible objects. Nervo Óptico focused on conceptual art, thus creating its own instrument of legitimation.

All 13 issues of the Porto Alegre publication Nervo Óptico are available in the ICAA digital archive.

For a description of the works in the group’s first exhibition and other artists’ testimony on the semiotic intentions of its work, see “[Em manifestaçao realizada em dezembro último...]” by the Grupo N.O. [doc. no. 1110913]. In addition, regarding the group’s thinking about the artist’s role and creative potential beyond market conditions, see the document distributed during the exhibition entitled “Manifesto” [doc. no. 1110690]. The second issue of this Rio Grande do Sul journal presented work by Mara Álvares [doc. no. 1110914].

Leia este comentário crítico em português
Annotations

O trabalho de Asp aponta a importância do projeto como obra conceitual em si, avançando a informação e o debate sobre esse novo paradigma artístico no meio local. Aponta também a existência da instalação ou ambiente penetrável. O conteúdo da revista "Nervo Óptico" era basicamente visual, reproduzindo obras de arte do grupo ou de convidados, quase todas incorporando a linguagem fotográfica como expressão artística em si ou a documentação fotográfica de performances. Voltado à contestação do primado da demanda por objetos comercializáveis trazida pelo mercado de arte e seus mecanismos de legitimação, o grupo Nervo Óptico se dedica à arte conceitual e cria seu próprio instrumento de legitimação. Nessa época, o mercado local estava longe de entender a foto ou a documentação fotográfica de performance como objeto de arte comercializável.

 

Ver também:

Manifesto Nervo Óptico; Catálogo "Espaço NO: Eventos e Artistas Atuantes 1979-1982" (Ed. Funarte, 1982)

 

k- Escritos e linguagem dos artistas conceituais. Poema objeto. Livros de Artista.

Revert to English annotations
Researcher
Angelica de Moraes
Team
FAPESP, Sao Paulo, Brazil
Credit
Reproduzido com o consetimento de Carlos Pasquetti e de Telmo da Silva Lanes, Porto Alegre, Brasil
Location
Projeto Arte no Brasil