Documents of 20th-century Latin American and Latino Art

www.mfah.org Home

IcaadocsArchive

Document first page thumbnail
  • ICAA Record ID
    1110875
    AUTHOR
    Llorente, Eduardo
    TITLE
    Juventude e cinema / Eduardo Llorente
    IN
    Íris (São Paulo, Brasil). -- Vol. 21, no. 233 (Out. 1971)
    DESCRIPTION
    p. 50
    LANGUAGES
    Portuguese
    TYPE AND GENRE
    Journal article – Essays
    BIBLIOGRAPHIC CITATION
    Llorente, Eduardo. "Juventude e cinema." Íris (São Paulo, Brazil), vol. 21, no. 233 (October, 1971): 50.
    TOPIC DESCRIPTORS
    alternative publications; motion pictures (visual works); television
Editorial Categories [?]
Synopsis

In this article, the author draws the reader’s attention to the survival of cinema following the advent of television and mass media. According to Eduardo Llorente, the cinema is both a pure art and one of the visual arts. He recalls that one night at the Cine-Clube Paiol, during the second Festival Nacional de Primeiros Filmes, he ran into the movie director Abrão Bermam, whom he describes as a dynamic person, brimming with ideas and accomplishments. He firmly believes in the future of cinema, and mentions a few cinematographers of interest. 

Leia esta sinopse em português
Synopsis

O autor chama a atenção para a sobrevivência do cinema após o advento da televisão e da massificação. Para Llorente, cinema é arte pura, arte plástica. Relata uma noite no Cine Clube Paiol, durante o II Festival Nacional de Primeiros Filmes, quando encontra o jovem cineasta Abrão Bermam, que considera dinâmico e cheio de idéias e realizações. Cita vários outros realizadores e afirma acreditar no futuro do cinema.

Revert to English synopsis
Annotations

This article discusses the emergence of independent experimental cinema, an alternative to the rise of mass media, especially television, which prompted the closing of several commercial cinema theaters in the early 1970s.

 

Abrão Berman, the journalist and movie director, founded GRIFE (Grupo de Realizadores Independentes de Filmes Experimentais), which in 1973 hosted the Expo-projeção, the first exhibition of audiovisual works by artists, organized by Aracy Amaral. Berman started the Cine-Clube Paiol and produced the television program Ação Super 8. He died in 1991.

 

Eduardo Llorente, who was born in Spain, directed movies such as Lá no meu sertão (1962) and Coração de luto (1967). He was a member of the circle of independent cinema producers in São Paulo known as “boca do lixo” [trash bin], along with Ozualdo Candeias and José Mojica Marins. He authored the book Cinema, arte dos efeitos, published by Íris.

 

[See in the ICAA digital archive the following articles about photography published in Íris: by Harumi Yamagishi “Foto conceitual” (doc. no. 1110872); by Thomas J. Farkas “Fotografia-caminhos diversos” (doc. no. 1110873); by João Koranyi “Fotografia abstrata? (Conclusão)” (doc. no. 1110874) and “A missão cultural da fotografia” (doc. no. 1110871); by Vilém Flusser “O futuro e a cultura da imagen” (doc. no. 1110898) and “O instrumento do fotógrafo ou o fotógrafo-instrumento?” (doc. no. 1110899); by Stefania Bril “As relações futuras do homem com a máquina” (doc. no. 1110897); and by Luis Humberto “Uma fotografia criativa e seus impedimentos” (doc. no. 1110876)].

Leia este comentário crítico em português
Annotations

O artigo contextualiza o surgimento de cinema experimental independente, alternativo à massificação dos meios de comunicação, especialmente a televisão, que causou o fechamento de vários cinemas comerciais no início da década de 1970. Abrão Berman , jornalista e cineasta, foi um dos criadores do GRIFE - Grupo de Realizadores Independentes de Filmes Experimentais, onde seria realizada, em 1973, a "Expo-projeção", primeira mostra de áudio-visuais de artistas, organizada por Aracy Amaral. Organizou o Cine-clube Paiol e produziu o programa Ação Super 8, sendo o principal divulgador dessa bitola cinematográfica. Faleceu em 1991. Eduardo Llorente, nascido na Espanha, é cineasta, diretor de "Lá no meu sertão"(1962) e "Coração de luto"(1967). Pertence ao círculo dos cineastas independentes da chamada "boca do lixo" em São Paulo, junto com Ozualdo Candeias e José Mojica Marins. Autor de "Cinema arte dos efeitos", publicado pela editora Íris.

 

l- Cinema

Revert to English annotations
Researcher
Marco Andrade
Team
FAPESP, Sao Paulo, Brazil
Location
Serviço de Biblioteca e Documentação ECA/USP