Documents of 20th-century Latin American and Latino Art

www.mfah.org Home

IcaadocsArchive

Document first page thumbnail
  • ICAA Record ID
    1110771
    AUTHOR
    Holanda, Firmino, 1955-
    TITLE
    O tempo dos tubarões / Firmino Holanda
    IN
    Orson Welles no Ceará. -- Fortaleza: Demócrito Rocha, 2001
    DESCRIPTION
    p. [7]- 15 : ill.
    LANGUAGES
    Portuguese
    TYPE AND GENRE
    Book/pamphlet article – Memoirs/Anecdotes
    BIBLIOGRAPHIC CITATION
    Holanda, Firmino. "O tempo dos tubarões."  In Orson Welles no Ceará, 7- 15. Fortaleza Brazil: Demócrito Rocha, 2001.
    GEOGRAPHIC DESCRIPTORS
Synopsis

Firmino Holanda tells the story of the United States film director Orson Welles passing through the state of Ceará in 1942, in the course of filming It’s All True [also known as The Story of Samba]. The film was controversial in various ways: It eschewed the propagandistic model proposed by U. S. diplomacy in wartime, and it ignored the Good Neighbor Policy whose major spokesman was Nelson Rockefeller. From his position as owner of RKO studios, which produced feature films, Rockefeller wanted a film that would be a saga about a sailor/fisherman who used a jangada (Jacaré), travelling 3,000 kilometers to Rio de Janeiro in that fragile boat. Welles visited the Cine Diogo (in Fortaleza, the state capital) where he was loudly booed for his brightly colored, informal clothing by a conservative, provincial audience who expected to see him in suit and tie. The text is focused on the film The Lady from Shanghai (1947).

Leia esta sinopse em português
Synopsis

Firmino Holanda relata a passagem do cineasta norte-americano Orson Welles pelo Ceará, em 1942, por ocasião da filmagem de "It’s all true" (É tudo verdade), filme inconcluso por escapar do modelo propagandístico desejado pela diplomacia norte-americana. Era tempo de política da Boa Vizinhança engendrada pela diplomacia norte-americana, que tinha na figura de Nelson Rockfeller seu mais importante articulista. O empresário e político era dono da RKO, a produtora do longa-metragem, que pretendia realizar um epsódio sobre a saga do jangadeiro Jacaré, que navegou em uma precária embarcação até o Rio de Janeiro. O texto acusa um embate cultural ao descrever a vaia que o cineasta recebeu quando se dirigiu a uma sessão no Cine Diogo, sala mais elegante do Ceará, vestido apenas de camisa de cores berrantes. Esperava-se que o cavalheiro trajasse paletó. O cineasta recebeu a tradicional vaia cearense, típica do "Ceará Moleque", que investia contra tudo o que estivesse fora dos padrões provincianos da população local. O ponto central do texto é o filme "A Dama de Xangai", de 1946, em que o diretor e ator introduz fala sobre a experiência no nordeste brasileiro, traumática diante do filme inconcluso. Restava na sua memória a visão fantástica descrita neste diálogo do filme, em que a visão dantesca de tubarões que se canibalizavam em uma pescaria se mistura com a imagem do jangadeiro que descia o Rio Amazonas. É ainda a visão do "estrangeiro" sobre o exótico, um misto de fantástico com a realidade sedante do ensolarado e luninoso ambiente cearense.

Revert to English synopsis
Annotations

The episode in the (unfinished) film by Orson Welles It’s All True is a source of information both on the fantasies he wove into his work as well as his own language process. The director’s stay in Ceará (in Northeast Brazil) reflected the culture shock between the customs of a foreign director and the provincial population of Fortaleza prior to the mid-twentieth century. Welles depicts an imaginary world that sweeps the viewer away, which he subsequently describes in the Rita Hayworth film The Lady from Shanghai (1947). It is a magically realistic image that will mark the culture of Ceará in the paintings of artists such as Antônio Bandeira, Xico da Silva, and Aldemir Martins. The title of the text by Firmino Holanda “Tempo dos tubarões” [Time of the Dogfish] emphasizes the double meaning of the key word in Portuguese; in addition to representing the small sharks known as dogfish, “tubarões” also refers to successful men.

Leia este comentário crítico em português
Annotations

Em momento contemporâneo em que o cinema e as artes visuais podem ser percebidas simultaneamente, o episódio da filmagem de Orson Welles, no Ceará, para o filme "It’s all true", não finalizado, torna-se fonte de informações sobre o imaginário e o processo de linguagem. O texto remonta à passagem do cineasta norte-americano pelo Ceará, em 1942, e revela curioso embate cultural entre os costumes do estrangeiro e o da população da cidade provinciana da primeira metade do século. Welles teria se deparado com um lugar fantástico e enebriante, descrito depois na fala do filme "A Dama de Xangai", de 1946. Trata-se de uma imagem do realismo fantástico, que também marca a cultura cearense, por exemplo, na pintura de artistas como Antônio Bandeira, Xico da Silva e Aldemir Martins. O título "Tempo dos tubarões" explora o duplo sentido da palavra na lingua portuguesa: além de designar o animal marinho, é alusiva ao homem economicamente bem-sucedido.

 

b- Circulação de artistas, intelectuais e obras entre Brasil, Europa e EUA

Revert to English annotations
Researcher
Ricardo Resende
Team
FAPESP, Sao Paulo, Brazil
Location
Biblioteca Pública Governador Menezes Pimentel