Documents of 20th-century Latin American and Latino Art

www.mfah.org Home

IcaadocsArchive

Document first page thumbnail
Editorial Categories [?]
Synopsis

In this text, Mario Barata ostensibly rejects the function of industrial art and crafts in the modern city. He sees benefits and drawbacks to the standardization of furniture and, naturally, of taste. On the other hand, he believes wholeheartedly in the educational function of audiovisual communication, although he maintains that the presence of regional artisans is important as a means of establishing differences and other nexuses of meaning that enrich human life.

Leia esta sinopse em português
Synopsis

Mario Barata questiona a função da arte industrial e do artesanato na cidade moderna. Percebe as vantagens e os perigos da padronização do mobiliário, e portanto também do gosto. Acredita na função pedagógica da comunicação áudio-visual, mas considera importante a presença de um artesanato regional que possa criar diferenciações e novas relações de significado que enriqueçam a vida humana.

Revert to English synopsis
Annotations

In 1949, Brazilian art critic Mário Barata—along with fellow critics such as Mário Pedrosa, Sérgio Milliet, and Antônio Bento—became a founding member of the Associação Brasileira de Críticos de Arte (ABCA), the Brazilian chapter of the Asociation Internationale des Critiques d’Art (AICA). Along with Pedrosa, he was one of the organizers of the Congreso Internacional Extraordinário de Críticos de Arte held in 1959 in the context of the construction of the new Brazilian capital city, Brasilia. In this lecture, Barata, who is well versed in the periods and concerns of Brazilian art, draws on his knowledge of traditional crafts, proposing a specific role for them even in the context of the industrial city.

 

The Congresso Internacional Extraordinário de Críticos de Arte took place in Brasilia, São Paulo, and Rio de Janeiro, from September 17 to September 25, 1959. The theme of the event—“A cidade nova, síntese das artes”—was proposed by critic Mário Pedrosa. The lectures of the foreign critics and architects who participated in the congress generated debates about the production of art and architecture in Brazil. The summary of the congress’s seventh session entitled “Educação artística” included lectures by critics Herbert Read and A. Sartoris, architect and urban planner Lúcio Costa, as well as Brazilian artists Theon Spanudis and Fayga Ostrower. For further reading, see “A cidade nova, síntese das artes” (ICAA digital archive doc. no. 1086503) and “Lições do congresso internacional dos críticos” (doc. no. 1086667), both by Mário Pedrosa.

Leia este comentário crítico em português
Annotations

O Congresso Internacional Extraordinário de Críticos de Arte teve lugar em Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro entre 17 a 25 de setembro de 1959, e seu tema, "A cidade nova, síntese das artes", foi proposto pelo crítico Mário Pedrosa, que abriu e fechou o congresso. As conferências dos críticos e arquitetos vindos de vários países geraram debates e ressonâncias sobre a produção de arte e arquitetura no Brasil. O historiador e crítico de arte Mário Barata foi um dos pioneiros da historiografia da arte brasileira, e colaborou na fundação da Associação Internacional de Críticos de Arte - a AICA - e sua seção brasileira, a Associação Brasileira de Críticos de Arte - a ABCA. Foi um dos organizadores do Congresso de 1959, junto com Mário Pedrosa. Estudioso de diversos assuntos e períodos da arte no Brasil, parte de seu conhecimento e respeito pelo artesanato popular para propor que este tenha um papel específico, mesmo na cidade industrial.

g- Arquitetura e artes plásticas: integração das artes

Revert to English annotations
Researcher
Marco Andrade
Team
FAPESP, Sao Paulo, Brazil
Location
Biblioteca da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo - FAU/USP