Documents of 20th-century Latin American and Latino Art

www.mfah.org Home

IcaadocsArchive

Document first page thumbnail
  • Registro ICAA
    1111159
    TÍTULO
    Gontran Netto / Julio Le Parc
    IN
    Ils Courent. Le Monde Les Artist! Présence et confrontation des cultures dans l’art d’aujourd’hui. Peintures, sculptures. --- [S.l.], 1982
    DESCRIPCIÓN
    p. 18- 19
    IDIOMAS
    Portugués
    TIPO Y GÉNERO
    Artículo de libro/folleto – Ensayos
    CITA BIBLIOGRAFICA
    Le Parc, Julio. "Gontran Netto." In Ils Courent. Le Monde Les Artist! Présence et confrontation des cultures dans l’art d’aujourd’hui. Peintures, sculptures, 18- 19. [s.l.], 1982.
    DESCRIPTORES NOMBRES
    DESCRIPTORES GEOGRÁFICOS
Resumen

El resumen de este documento será subido próximamente.

 

Leia esta sinopse em português
Resumen

No texto, o artista argentino radicado em Paris Julio Le Parc avalia trabalhos do brasileiro Gontran Guanaes Netto. Primeiramente, numa análise conjuntural, afirma que os artistas se esforçam para serem reconhecidos individualmente. Esta situação refletiria a condição definida no sistema social, constituída por dominantes e dominados e regida pela competição. No entanto, Netto segue em outra direção, e seus trabalhos se opõem a tal condição. Sua humanidade é solidária para com os que sofrem e lutam; esta solidariedade está de maneira latente refletida não apenas em suas obras, mas igualmente em seu comportamento, porque ele sabe que o artista não pode se fechar no seu pequeno mundo de problemas estéticos à procura de sucesso pessoal. Netto tem consciência do sistema capitalista e de sua infiltração em todos os domínios. Sabe que no meio artístico existem formas de luta contra um tal sistema. Por isso, seu trabalho denuncia a repressão na América Latina. Além disso, ele tem uma ampla militância: assina petições, participa de debates e cria grupos de trabalhos coletivos. Ou seja, Netto deve ser analisado também por sua postura política, sob aspectos amplos e gerais porque atua em uma realidade onde a luta existe. Pessoas como ele são raras no meio artístico.

Vuelva a la sinopsis en español
Comentarios críticos

 Los comentarios críticos de este documento serán subidos próximamente.

Leia este comentário crítico em português
Comentarios críticos

Julio Le Parc e Gontran Guanaes Netto eram amigos e participaram de diversas atividades quando ambos encontravam-se em Paris. Integraram o Grupo Denúncia, do qual participaram também Alejandro Marcos e Jose Gamarra. O grupo realizou as pinturas para a mostra Sala Escura da Tortura. As imagens surgiram a partir do relato do Frei Tito.

 

e- Artistas em luta pelos direitos humanos

j- Exilio

Vuelva al comentario crítico en español
Investigador
Daria Jaremtchuk
Equipo
FAPESP, São Paulo, Brasil
Crédito
Julio Le Parc, Cachan, France
Localización
Acervo Particular Gontran Guanaes Netto