Documents of 20th-century Latin American and Latino Art

www.mfah.org Home

IcaadocsArchive

Document first page thumbnail
Categorías Editoriales [?]
Resumen

El resumen de este documento será subido próximamente.

 

Leia esta sinopse em português
Resumen

O crítico Ronaldo Brito traça o perfil do artista Eduardo Sued, indicando a sua consciência profissional e sua singular percepção da arte. Ao tratar diretamente da obra, o autor nota que a pintura de Sued "não está na manipulação técnica ou no jogo de cores e formas, mas se situa para além disso" e reside "no sentido da pintura". Ou seja, traz "as marcas do processo, sempre renovado, que repõe e atualiza o sentido desse antigo e desgastado gesto de cobrir superfícies com tintas", única possibilidade legítima de ser pintor na contemporaneidade.

Vuelva a la sinopsis en español
Comentarios críticos

Los comentarios críticos de este documento serán subidos próximamente.

Leia este comentário crítico em português
Comentarios críticos

Eduardo Sued inicia sua trajetória artística no final dos anos 1940 e atua, posteriormente, também como professor. Dedicando-se prioritariamente à pintura, sua obra ganha maior destaque a partir dos anos 1970, mantendo, contudo, um percurso independente de grupos ou manifestos. Ronaldo Brito é um dos mais importantes e influentes críticos brasileiros. Além de publicar textos em livros e catálogos diversos, colaborou para o jornal "Opinião", foi um dos fundadores das revistas "Malasartes" e "Gávea", além de ter sido um dos protagonistas do reestudo do neoconcretismo e de seu legado nos anos 70.

 

Ver também:

BRITO, Ronaldo. Possibilidades da pintura: dois exemplos. Revista Gávea, n.2, set. 1985

 

g- Herança construtiva e construções sem utopia

n- Revalorização da pintura , nos anos 80

Vuelva al comentario crítico en español
Investigador
Equipe Brasil: Guilherme Bueno
Equipo
FAPESP, São Paulo, Brasil
Crédito
Ronaldo Brito, Rio de Janeiro, Brazil
Localización
Acervo Pessoal Ana Maria Belluzzo